Programa EUREKA

Loading...

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

A tábua babilônia ‘Plimpton 322’



Tábua babilônia


Quase um século de estudos revelou que as inscrições em uma placa babilônica de argila de 3.700 anos constituem a mais antiga tábua trigonométrica já conhecida. Composta de avançadíssimos cálculos possivelmente usados na construção de templos, palácios e canais, a placa foi cunhada cerca de 1.000 anos antes que o matemático grego Pitágoras ficasse conhecido pelo teorema da trigonometria que afirma que o quadrado da hipotenusa é igual à soma do quadrado dos catetos – a tábua traz não apenas a mesma conta, mas também uma série de outras fórmulas que os cientistas afirmam ser até mais precisas que as atuais.

Como eram os números nessa época?

Os babilônios "escreveram" em argila úmida, pressionando uma cunha (por isso escrita cuneiforme) dentro de uma pequena quantidade de variações de escrita. O sistema de números babilônicos, já desde cedo muito precoce, foi notavelmente sofisticado. O número 1 foi "escrito" com um único "golpe"  e os números 2 a 9 foram escritos combinando múltiplos de um único "golpe":

       
O número 10 foi escrito como um caracter simples  e os números de 20 a 50 foram escritos com múltiplos desse mesmo caracter:

   
E como fazer relações métricas em figuras geométricas de três lados utilizando essa escrita "simples", pois bem, aí mora a dificuldade que perdurou por mais de 70 anos e que só agora em 2017 foi desvendada:
http://ciencia.estadao.com.br/noticias/geral,inscricoes-feitas-na-babilonia-ha-3-7-mil-anos-mudam-historia-da-matematica,70001949533

Fonte: 
1. Veja online (imagem)
2. http://www.math.ubc.ca/~cass/courses/m446-03/pl322/pl322.html




Nenhum comentário:

Postar um comentário